a-evolucao-das-atribuicoes-do-noc
Percebemos hoje uma constante pressão para que áreas de Infraestrutura de TI reduzam seus custos. As constantes mudanças no cenário de TI e as alternativas de Outsourcing pressionam gestores a otimizar o uso de seus recursos. Nesse contexto, muitos gerentes enxergam valor no NOC (Network Operations Center) para automatizar o monitoramento e o gerenciamento dos eventos de TI.

Os líderes de TI que já possuem NOC implantados em suas empresas buscam expandi-los, aumentando a sua cobertura e o escopo de suas atividades, visando agregar maior valor para seus negócios. Isso pode ser observado através da pesquisa realizada no Gartner’s 2012 Data Center Summit em que apenas 4% dos participantes afirmaram possuir um OC/NOC e estão considerando eliminar essa função enquanto 73% afirmam que pretendem manter e expandir seus OC/NOC. Adicionalmente, 23% indicam que não possuem um OC/NOC, mas irão desenvolver um.

Durante 2012, o Gartner® realizou pesquisas relacionadas a OC/NOC e identificou junto aos seus clientes três abordagens típicas para aumentar o valor de seus NOC.

  • Otimizar Custo;
  • Expandir atividades do NOC;
  • Expandir cobertura do NOC.

A otimização dos custos do NOC pode ser feita através do aumento da automatização do monitoramento e a terceirização de parte ou completa dessa função, uma vez que além da redução salarial e especialização da mão de obra, a empresa terceira possui suas próprias ferramentas para o monitoramento, reduzindo gastos com sistemas. De acordo com o Gartner® no artigo “Use These Best Practices to Amplify Your Operation Center’s Value”, algumas empresas chegam no extremo de eliminar por completo o nível 1 do NOC (catch-and-dispatch), automatizando por completo o monitoramento e seus escalonamentos. No entanto, o mesmo artigo defende que apesar da otimização do NOC, muitas empresas não estão eliminando parte dos operadores, mas utilizando os seus recursos já existentes para atividades adicionais ou expandindo o escopo do monitoramento.

Para agregar maior valor ao negócio, líderes de TI cada vez mais percebem que o monitoramento dos ICs e aplicações de TI tem que se expandir para o relacionamento com as atividades fim da empresa. O link entre o monitoramento técnico e o impacto nas operações de negócio é o maior desafio que esses gestores hoje enfrentam.

Na medida em que gestores de TI conseguirem antecipar perdas e visualizar ganhos para o negócio a partir do monitoramento da infraestrutura e das transações, o tão planejado alinhamento estratégico começa a se materializar em algumas empresas.